quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Curiosidade : dicas para evitar o envelhecimento da pele



Nossa pele está em constante renovação, sempre trocando suas camadas de células antigas por células novas. Quando somos jovens esta velocidade de troca é maior, deixando a pele viçosa e de aspecto sempre novo. Porém, com o passar dos anos, esta renovação celular entra num processo chamado de senescência celular, onde a renovação celular fica mais demorada, havendo maior persistência de células antigas na nossa pele. As células humanas têm uma capacidade limitada de divisão celular. O acúmulo de células antigas no fim de seu período replicativo, pelo esgotamento do seu potencial de divisão celular, contribui para tornar o tecido envelhecido. Esta lentificação do ciclo celular é causada principalmente pela presença de moléculas instáveis de oxigênio, chamadas de radicais livres, que danificam o DNA celular (telômeros). Este dano se estende às outras estruturas da pele como as fibras de colágeno e elastina. Uma dieta desequilibrada, o tabagismo, o sedentarismo, a exposição à radiação solar e a ocorrência de doenças são fatores que irão amplificar este efeito da passagem do tempo.A pele depende da saúde do organismo como um todo. Apesar de não ser possível parar este processo de envelhecimento, existe uma série de medidas efetivas para minimizar a ação do relógio biológico.Uma dieta equilibrada, rica em cálcio, grãos integrais, frutas, vegetais, em antioxidantes naturais e ácidos graxos ômega-3 (salmão e atum) têm efeito protetor contra os danos causados pelos radicais livres. O uso de polivitamínicos pode ser adequado para assegurar a maior parte das necessidades básicas diárias de vitaminas, sais minerais e oligoelementos. A suplementação específica de vitamina C, vitamina A, vitamina E, selênio e zinco podem ser úteis em pessoas submetidas a tratamentos médicos (cirurgias, peelings), visando o reparo mais rápido das feridas.A atividade física regular permite a manutenção da força e do tônus muscular, importantes para a sustentação da pele e do tecido celular subcutâneo. O exercício físico melhora a capacidade aeróbica e o consumo máximo de oxigênio, além de estimular a microcirculação sanguínea e linfática. Isto melhora diretamente a oxigenação dos tecidos e contribui para eliminar as toxinas pela transpiração. O diagnóstico precoce de doenças sistêmicas, que aceleram o envelhecimento (doenças da tireóide, diabetes,hipercolesterolemia, hipertensão arterial, etc...), permite intervenções curativas que se refletem na saúde do indivíduo em geral e na pele especificamente.O combater o tabagismo, pois ele afeta a síntese, a secreção e formação do colágeno, a fibroplasia e a epitelização da pele, por ação direta e indireta, alterando a perfusão sanguínea e agravando o envelhecimento.Uso de fotoproteção diariamente. O envelhecimento solar da pele começa a surgir entre os 25 e 30 anos de idade nas áreas expostas ao Sol. A prevenção do surgimento destes transtornos deve ter início a partir dos 25 anos, a após os 35 anos é necessário a proteção contra os raios solares qualquer que seja o tipo de pele.






Fonte: Dr. Paulo freire

Nenhum comentário: